Relação Escola-Família-Estudantes

C1 – CURSO:
RELAÇÃO ESCOLA-FAMÍLIA: REFLEXÕES E CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE
Com Roberta Edo
4ªs feiras: 07/04, 14/04, 28/04, 05/05, 12/05, 19/05, 26/05 e 02/06
Das 20h30 às 21h30
Investimento: 3 parcelas de R$ 115,00
*com certificação*

Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

Atualmente, as famílias buscam na escola o suporte para suas aflições que transbordam o seu entendimento de mundo. Famílias e alunos demandam ajuda, pedem socorro, às vezes, por vias indiretas. A escola está sendo solicitada a olhar seus sofrimentos e ajudar a lidar com suas realidades.

Nesse contexto, a pergunta que surge é: como a escola, como dispositivo social, pode olhar, analisar e ajudar nesses modos atuais de funcionamento, já que essa escola também produz subjetividades?

Diante disso, pensar sobre nossos alunos reais e nas solicitações das famílias, pela perspectiva da psicanálise, nos possibilita a olhar de um novo lugar discursivo -que a escola pouco se aproxima-, para promover mudanças que transformem o fazer pedagógico.

Assim sendo, o curso tem como objetivo discutir e aprofundar conceitos fundamentais da Psicanálise para compreender, analisar e refletir sobre acontecimentos escolares que escapam do nosso controle e entendimento, demandas que não entendemos. Por meio de estudos de caso -trazidos pelos educadores-, análise de trechos de filmes e leitura de textos, o curso tem a intenção de instrumentalizar educadores e coordenadores para lidarem com demandas e conflitos (não entendidos) que ocorrem no espaço escolar.

Conceitos trabalhados: constituição de sujeito, narcisismo, singularidade, subjetividade, família, ideal parental, eu, supereu relação afeto/cognição, inibição e dificuldade de aprendizagem.

Bibliografia:

KUPFER, M. Educação para o futuro. Psicanálise e Educação.
CORDIÉ, A. Os atrasados não existem.
FREUD, S. Sobre o Narcisismo: Uma introdução.
LAPLANCHE, J. Vocabulário da psicanálise.
NASIO, J. Édipo: o complexo que nenhuma criança escapa.

Textos escolhidos ao longo do curso.


Roberta Edo – psicóloga pela PUC-SP desde 1994, psicanalista, mestra em Psicologia Social pela PUC-SP, pós-graduada, em nível Lato Sensu, em Gestão Escolar. Orientadora da 1ª série do E.M. do Colégio Santa Maria desde 2001, foi professora de Família e processos de ensino-aprendizagem do curso de Psicopedagogia do Centro Universitário UNIÍTALO (São Paulo/SP).