Horário de Atendimento (período de férias) Prisma

ferias

Anúncios

Entre o Céu e a Terra, desenham-se histórias!

A celebração de final de ano do Prisma procurou transitar entre os campos espiritual e terrestre, nos lembrando do necessário equilíbrio entre eles.

Começamos a celebração na capela com cantos de Natal, com o coral Em-Canto, regido por Wanderley Garieri Junior. Para em seguida iniciarmos a missa celebrada pelo Pe. Rubens Pedro Cabral que, entre cânticos do coral do Prisma, regido pela profa. Alessandra Gomez Nunez, as músicas cantadas pela comunidade puxadas pela voz da Joelma Batista Silvano e o violino de Edna Gonçalves Nunez, nos trouxe reflexões sobre as dádivas da vida, o presente da luz, o milagre da existência. A alma se engrandecia a cada movimento nos lembrando de nossa divina filiação!

Enlevados fomos para o pátio onde um grupo de quinze crianças de 8 a 16 anos nos aguardava com tambores japoneses – o Taiko – do grupo FuturOng. Com sua forte batida o tambor marca os sons cardíacos e nesta ausculta podemos nos lembrar de que o plano divino se realiza neste mundo a partir de nossas ações, na concretude de nossas vidas cotidianas.

Vidas que pontuamos por desejos que nos mobilizam e nos colocam em movimento e por isto precisamos nos perguntar: “o que desejamos?” É o que nos alertou um dos contos japonês narrados por Tiemi Yamashita.

E continuamos a celebrar partilhando a mesa e a música, muitas músicas, com as muitas turmas de francês, inglês e italiano, ao som da sanfona de Erich Fuchs.

À todos que participaram e apoiam o Prisma nossos mais sinceros e plenos agradecimentos, desejando que entre o céu e a terra a existência se desenhe lindamente!

Por Suzana Rodrigues Torres